Identidade visual – 4 dicas para construir uma marca sólida

Identidade visual – 4 dicas para construir uma marca sólida

Não é novidade que para se destacar em meio a um mercado altamente competitivo, é necessário ter uma marca forte, que incite os clientes a optar pelo o seu negócio ao invés do concorrente. É nesse momento que entra a identidade visual. 

Considerado um dos elementos mais importantes para dar início a uma empresa ou desenvolver uma boa estratégia de comunicação, a identidade visual conta a história do seu negócio através da imagem, sem dizer qualquer palavra. Marcas como a Coca-Cola e a Apple são perfeitos exemplos do que a identidade visual é capaz de fazer, pois, conseguimos reconhecê-las somente por seus símbolos.

Para construir uma marca sólida é fundamental desenvolver uma identidade visual capaz de transmitir os valores da sua empresa, tal como a sua missão e seus ideais. Além disso, a sua marca deve oferecer confiança, familiaridade e estar próxima os interesses do mercado que se almeja.

À fim de facilitar a vida de novos empreendedores como você ou ajudar a montar uma estratégia de comunicação eficaz, confira 4 dicas para construir uma marca sólida.

1 – Saiba qual é o seu público alvo

O primeiro passo para construiu uma marca sólida é definir o público-alvo. Ou seja, com quem a sua marca irá conversar. Se você não sabe exatamente com quem irá se comunicar, muito possivelmente não saberá o que dizer.

Então, não poupe esforços para identificar o seu público-alvo. Pesquise características como: idade, sexo, renda, estado civil, ocupação, nível de educação, entre outros. Leve em consideração alguns fatores comportamentais também, por exemplo, preferências, medos, ambições, etc. Quanto mais dados você coletar, mais fácil ficará de identificar a persona do seu cliente e mais assertiva será sua comunicação.

Fazer essa pesquisa de mercado para saber reconhecer o público-alvo é muito importante para construir uma marca sólida. Deixar de fazê-la e basear-se em achismos, ao invés de dados, pode acarretar em resultados ruins ou em retrabalho.

2 – Como você oferece valor?

Procure entender o que de fato impulsiona os seus clientes a comprar e qual é a sua proposta de valor. Para isso, pense nas seguintes perguntas:

  • Por qual razão os clientes devem escolher a sua empresa?
  • Qual é o “vazio” que seu produto / serviço preenche?
  • Qual problema especificamente ele resolve?

Refletir sobre estas questões acima é essencial para que você possa desenvolver uma maneira de apresentar a sua marca para determinado perfil, utilizando elementos visualmente amigáveis e que não evidenciem diretamente você tem a resposta para o problema.

3 – A tipografia deve estar alinhada à mensagem que você deseja transmitir

Uma fonte pode consolidar ou mudar completamente a interpretação da mensagem que se deseja passar, isso porque a escolha da tipografia de uma identidade visual é praticamente uma ciência. Logo, é preciso ter cuidado ao escolher. 

As características visuais de uma tipografia dizem mais que as próprias palavras, pois, cada tipo de letra possui uma personalidade e diferentes significados que são transmitidos ao serem vistas. Assim sendo, antes de tomar uma decisão, estude todos os impactos diretos e indiretos da tipografia que escolher, uma vez esta escolha pode influenciar como seu público se sente e, inclusive, como são chamados à ação.

4 – As melhores opções de cor para o seu projeto

Para a psicologia, as cores são elementos bastante significativos ao que se refere a identidade visual. Elas, além de afetar como os clientes se sentem ao olhar para sua marca, também podem definir como a sua empresa se destaca no mercado.

Então, para construir uma marca sólida, é preciso compreender a importância e a influência das cores para produzir uma identidade visual impactante e coerente, já que cada uma delas, desempenha um papel importante na forma como criamos conceitos em nossa mente. 

As cores determinam os valores fundamentais das marcas, bem como provocam maior sensibilização e apoio, fortalecendo assim a sua posição. Além disso, ajudam a dar personalidade própria a uma marca, diferenciando-a de suas concorrentes. 

O significado das cores é considerado para estimular comportamentos e despertar sentimentos no público-alvo. Veja abaixo o significado atribuído à algumas cores, conforme pesquisas científicas:

– Vermelho: incita ações e a confiança, aumenta a paixão, a intensidade de desejos e o senso de urgência. Fornece um sentido de proteção contra o medo e ansiedade;

– Amarelo: Estimula o otimismo e a esperança. Também ajuda a concentrar a atenção, estimular o intelecto, prender a atenção e mostrar clareza;

– Azul: Aumenta a criatividade, contemplação e espiritualidade. Cria senso de segurança e promove confiança;

– Laranja: É menos excitante que o vermelho, mas agradavelmente estimulante;

– Verde: Representa crescimento, vitalidade, abundância e natureza. Símbolo da fertilidade, tem efeito calmante e alivia o estresse;

– Roxo: Estimula a área do cérebro da resolução de problemas e da criatividade. É associado à sabedoria e respeito.